Na terça-feira (17), os membros da Câmara Técnica de Planejamento Projetos e Controle (CTPC) estiveram reunidos na sede do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio das Velhas (CBH Rio das Velhas), para discutir, entre outros temas, o Projeto de Biomonitoramento da Bacia do Rio das Velhas e o conflito pela água em Ribeiro Bonito.

Inicialmente, o responsável pelo projeto, Carlos Alves da Fundep/UFMG, apresentou o projeto “Biomonitoramento da Ictiofauna e Monitoramento Ambiental Participativo na Bacia do Rio das Velhas” que conta com o apoio do CBH Rio das Velhas, da AGB Peixe Vivo e do Projeto Manuelzão.

O projeto tem como objetivos principais a realização de amostragens e monitoramento da ocorrência e distribuição da fauna de peixes na calha do Rio das Velhas, monitoramento ecossistêmico do esgoto e mata ciliar como fonte de energia para ambientes aquáticos e fortalecimento do Monitoramento Ambiental Participativo.

Carlos destacou que a participação social no projeto através da ação “Amigos do Rio” é de grande importância, pois através dele é possível obter informações reais sobre a situação do Rio.
A próxima oficina do projeto está prevista para dezembro de 2015.

Conflito pela água em Ribeiro Bonito

O coordenador-geral do Subcomitê Caeté – Sabará e membro do Subcomitê Taquaraçu, Ademir Martins Bento, relatou aos presentes a situação hídrica no local. “Estou muito preocupado com o futuro dos recursos hídricos na região”, ressaltou.

Com a presença do representante do SAAE de Caeté, Diemerson Porto, os conselheiros da CTPC discutiram questões técnicas relativas ao abastecimento público, propondo caminhos para resolver o conflito pelo uso da água na região.

Veja mais informações sobre o conflito

Escassez hídrica gera conflito pelo uso da água na região da sub-bacia Ribeiro Bonito

Veja as fotos da reunião


Mais informações e fotos em alta resolução:

Assessoria de Comunicação CBH Rio das Velhas
comunicacao@cbhvelhas.org.br