O Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio das Velhas (CBH Rio das Velhas), por meio da Associação Executiva de Apoio à Gestão de Bacias Hidrográficas Peixe Vivo (AGB Peixe Vivo), e a ArcelorMittal Brasil assinaram um Termo de Parceria para a recuperação e operacionalização do Viveiro de Mudas Langsdorff. O Termo foi assinado no dia 25 de outubro, na sede da AGB Peixe Vivo, em Belo Horizonte e tem como objetivo recuperar nascentes e matas ciliares da Bacia Hidrográfica do Rio das Velhas e a mitigação dos gases de efeito estufa decorrentes das emissões geradas no transporte de produtos da ArcelorMittal Brasil até seus clientes finais. 

Estiveram presentes na assinatura a diretora-geral da AGB Peixe Vivo, Célia Fróes, o diretor técnico da AGB Peixe Vivo, Alberto Simon, os assessores técnicos da AGB Peixe Vivo, Patrícia Sena e Thiago Campos, o vice-presidente do CBH Rio das Velhas, Ênio Resende e os representantes da ArcelorMittal Luciana Magalhães e Roberto Barbosa.

Após a realização da reforma, o viveiro de mudas entrará em operação com a produção de pelo menos 30 mil mudas anualmente. As mudas deverão ser repassadas na sua totalidade ao CBH Rio das Velhas e AGB Peixe Vivo para que sejam destinadas a projetos de recuperação hidroambiental contratados no âmbito do CBH Rio das Velhas ou projetos apoiados por este Comitê. Não será permitido o comércio de mudas pela ou mesmo a doação para terceiros sem que haja prévia autorização.

O Viveiro de Mudas Langsdorff foi inaugurado em novembro de 2012, no município de Taquaraçu de Minas,  na UTE Rio Taquaraçu, Região Metropolitana de Belo Horizonte. O local utilizado pelo viveiro Langsdorff é uma área cedida pela ArcelorMittal.

Confira as fotos da assinatura do Termo de Parceria

<a href="https://flic.kr/s/aHskMhDctm" target="_blank">Click to View</a>

Mais informações e fotos em alta resolução:
Assessoria de Comunicação CBH Rio das Velhas
comunicacao@cbhvelhas.org.br