Tiveram início, nessa quarta-feira (28 de junho), no Campus Pampulha da UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais), o VII Encontro de Subcomitês e a Semana do Rio das Velhas 2017 – realizados esse ano conjuntamente. Nesta edição, os eventos trouxeram como mote os Subcomitês de Bacia Hidrográfica (SCBH) enquanto eixos fundamentais para consolidação da campanha do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio das Velhas (CBH Rio das Velhas) ‘Revitaliza Rio das Velhas’.

A abertura oficial do encontro e boas vindas contou com pronunciamentos do presidente do comitê, Marcus Vinícius Polignano, da diretora geral da Agência Peixe Vivo, Célia Fróes, da chefe de gabinete do IGAM (Instituto Mineiro de Gestão das Águas), Thaís Lopes, e dos coordenadores do SCBHs Ribeirão Arrudas e Onça, Rodrigo Lemos e Eric Machado. O presidente do CBH, durante a sua fala, deu o tom que marcou o evento: “Os subcomitês são uma construção histórica, irreversível, incapaz de se voltar atrás. O nosso regimento, que será votado amanhã [durante a 96ª Reunião Plenária do CBH] não vai omitir isso. Os subcomitês dizem sobre a nossa história, sobre a história do Rio das Velhas”, disse.

Na sequência, teve início o ciclo de palestras sobre experiências e atitudes de revitalização. A primeira delas, intitulada ‘Projetos CBH Rio das Velhas: instrumentos de educação e mobilização social por meio de intervenções na bacia’, foi feita pelo assessor da Diretoria de Operação Metropolitana da Copasa (Companhia de Saneamento de Minas Gerais) e ex-presidente do comitê, Rogério Sepúlveda. Ele destacou a importância dos projetos de recuperação hidroambiental, construídos em parceria com os SCBHs, que trouxeram diversas melhorias ao longo da bacia. “Quando propusemos a construção dos projetos hidroambientais, muita gente questionou, achou que não ia dar certo. Na nossa visão, o mais importante naquela ocasião não era nem o produto em si que seria gerado, mas o processo, fazer as pessoas entrarem no jogo, entenderem que têm a oportunidade de participar”, falou.

A segunda palestra – ‘Experiências de mobilização social e revitalização sob a perspectiva de outros CBH’s’ – foi conduzida por Markus Stephan Wolfdunkell Budzymkz, coordenador geral do SCBH Oeste do CBH Baía de Guanabara-RJ. À luz da mudança no estatuto do CBH Rio das Velhas, que será votada nesta quinta-feira (29 de junho), durante a 96ª Reunião Plenária da entidade, Budzymkz relatou a experiência do CBH Baía de Guanabara na construção do documento e sua relação direta com o andamento das ações do comitê. “Acima de tudo, o regimento interno não pode ser uma coisa que engesse o comitê. No nosso caso, ele foi especialmente importante pois deu ordem a uma formação que nasceu há quase 30 anos atrás, em total anarquia. Mas a essência do comitê deve ser sempre mantida”, disse.

Em seguida, durante o painel ‘Manejo de recursos hídricos em áreas rurais e urbanas’, o secretário municipal de Meio Ambiente de Extrema, Paulo Henrique Pereira, apresentou o projeto ‘Conservador de Águas’, que visa preservar e recuperar áreas que conservam importantes mananciais de abastecimento do Sistema Cantareira, responsável pelo fornecimento de água de metade da população da cidade de São Paulo, por meio do reconhecimento e pagamento pelos serviços ambientais aos produtores rurais locais.

O projeto já recebeu inúmeras premiações, no Brasil e no mundo. O secretário municipal enalteceu o planejamento de médio a longo prazo feito pelo município como base para o sucesso. “O que fizemos foi uma ação preventiva e com baixo investimento. O reflexo disso foi que, durante a mais grave crise hídrica que não somente o município, como o Brasil inteiro vivenciou, a sociedade de Extrema não sofreu”, falou.

Durante o momento destinado à palavra aberta e de perguntas aos palestrantes, vários dos presentes falaram intensamente a respeito da importância de o Governo do Estado de Minas Gerais, especialmente por meio do IGAM, reconhecer a legalidade e legitimidade dos SCBHs do CBH Rio das Velhas.

Construção e proposição

A parte da tarde foi destinada a debates em torno de propostas e ações para revitalização da Bacia Hidrográfica do Rio das Velhas. De início, foi exibido vídeo sobre a Expedição ‘Rio das Velhas, te quero vivo’, realizada entre os meses de maio e junho na região do Alto. Em seguida, o presidente do comitê apresentou as bases do Programa ‘Revitaliza Rio das Velhas’, pacto firmado entre o CBH Rio das Velhas, a Copasa, prefeituras integrantes da bacia e o Governo do Estado de Minas Gerais.

A etapa seguinte foi destinada à construção de propostas e ações para a revitalização do Rio das Velhas. Houve a formação de grupos de trabalhos para formulação de propostas para ações e projetos a partir das diretrizes contidas na Carta de Compromisso que celebra o Programa ‘Revitaliza Rio das Velhas’. Ao final, foi feita a apresentação das propostas para elaboração de um Termo de Adesão compreendendo poder público, entidades civis e setor privado.

Finalizando as ações do dia, a jornalista Geórgia Caetano, coordenadora de Comunicação da Tanto Expresso, empresa executora do Programa de Comunicação Social do CBH Rio das Velhas, realizou a palestra Media Training, apresentando, especialmente às lideranças dos SCBHs, o passo a passo para um bom relacionamento com os veículos de imprensa.

Veja as fotos do evento:

<a href="https://flic.kr/s/aHskYf5fU6" target="_blank">Click to View</a>

O VII Encontro de Subcomitês e a Semana do Rio das Velhas 2017 serão oficialmente encerrados nessa quinta-feira (29 de junho) com a realização da 96ª Reunião Plenária do CBH Rio das Velhas, em comemoração ao aniversário de instituição do comitê. A pauta será a consolidação do Programa ‘Revitaliza Rio das Velhas’ e os subcomitês como instâncias impulsionadoras para execução das ações.


Mais informações:

Assessoria de Comunicação CBH Rio das Velhas
comunicacao@cbhvelhas.org.br