“Lá estava o Morro da Garça: solitário, escaleno e escuro, feito uma pirâmide”, João Guimarães Rosa.

Como observado, o município de Morro como é chamado gentilmente pelos morrenses foi retratado nas obras do escritor Guimarães Rosa, que dedicou grande parte de seu acervo ao sertão mineiro.

Com pouco mais de duas horas de caminhada, os visitantes da cidade podem chegar no topo do morro por uma trilha. No percurso, percebe-se a mudança da paisagem do típico cerrado para a vegetação rasteira de campo de altitude e na chegada é possível ver o vale do Rio Bicudo, afluente da margem esquerda do Rio das Velhas e a cordilheira da Serra do Espinhaço.

A pirâmide do sertão situa-se a 1000 metros acima do nível do mar.

Abrigando a cultura do local com artesanato, exposições e objetos do campo, a Casa do Sertão, situada no centro do município de Morro da Garça é uma ótima opção para quem deseja conhecer os ofícios e características da região sertaneja de Minas Gerais.

Veja as fotos da região:

<a href="https://flic.kr/s/aHskYSqpTc" target="_blank">Click to View</a>

Mais informações:

Assessoria de Comunicação CBH Rio das Velhas
comunicacao@cbhvelhas.org.br