Nesta sexta-feira (3 de junho), em comemoração ao Dia Nacional em Defesa do Rio São Francisco, foi realizada uma barqueata nas águas são franciscanas de Juazeiro (Ba) e Petrolina (PE). Os participantes puderam ver de perto a situação geral de degradação, como o baixo nível das águas, assoreamento, diminuição das matas ciliares e presença de esgoto, que é jogado diretamente no rio, com sérios danos à população da bacia. Além disso, haverá um ato simbólico de devolução de águas ao rio e um repeixamento (entrega de alevinos nas águas do Velho Chico).

Além da barqueata, integra a campanha a realização do I Simpósio da Bacia do Rio São Francisco, entre os dias 05 e 09 de junho, na Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf), reunindo pesquisadores de todo o país, além de nomes internacionais que se dedicam aos estudos sobre o “rio da integração nacional”.

O I SBHSF terá como objetivo a ampliação do conhecimento científico em torno do rio e sua bacia. Realizado pelo Fórum de Pesquisadores de Instituições de Ensino Superior da Bacia do São Francisco, juntamente com o CBHSF, o evento ocupará as dependências da Univasf, campi Juazeiro e Petrolina. A programação congregará cinco eixos temáticos: governança, qualidade da água, quantidade da água, recuperação ambiental e dimensão social. As inscrições podem ser realizadas no endereçowww.sbhsf.com.br.

Eu Viro Carranca pra Defender o Velho Chico

O Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco apresenta em 2016, pelo terceiro ano consecutivo, a campanha “Eu Viro Carranca Pra Defender o Velho Chico”.

A campanha clama por uma revitalização efetiva do conhecido rio da integração nacional, após contínuos processos de degradação ambiental, especialmente com a ausência de saneamento básico em mais de 70% dos municípios são-franciscanos. Na perspectiva de sanar o lançamento desenfreado de esgotos e dejetos químicos na calha do rio, o CBHSF se tornou o principal financiador na elaboração de planos de saneamento básico de municípios situados no território da bacia. Com investimentos iniciais da ordem de R$ 8 milhões, a entidade já elaborou 27 PMSB, s, tendo a meta de alcançar ainda este ano outras cidades ribeirinhas.

A equipe de mobilização do Comitê de Bacia Hidrográfica do Rio das Velhas (CBH Rio das Velhas e a equipe da AGB Peixe Vivo aderiram à campanha e vestiram a camisa “Eu Viro Carranca pra Defender o Velho Chico”.

CBHVelhasviracarrancaEquipe de mobilização do CBH Rio das Velhas

IMG-20160603-WA0006Equipe da AGB Peixe Vivo

Mais informações e fotos em alta resolução:
Assessoria de Comunicação CBH Rio das Velhas
comunicacao@cbhvelhas.org.br