Demanda e disponibilidade hídrica na região do Alto Rio das Velhas e seus impactos na bacia foram discutidos durante a reunião da Diretoria ampliada do Comitê de Bacia Hidrográfica do Rio das Velhas (CBH Rio das Velhas) realizada, no dia 15 de outubro, em Belo Horizonte.

Os municípios que fazem parte do Alto Rio das Velhas são: Ouro Preto, Itabirito, Nova Lima, Rio Acima, Raposos, Caeté, Sabará, Belo Horizonte e Contagem. É nessa região que encontra-se a estação de Bela Fama, maior do estado, que é responsável pelo abastecimento de água de 40% da população da Região Metropolitana de Belo Horizonte e de 60% da capital.

O presidente do CBH Rio das Velhas explicou que na região do Alto Rio das Velhas existem importantes córregos e rios que devem ser preservados para produzir mais água, como por exemplo, os rios Maracujá, Peixe e Itabirito. “Precisamos pensar em uma gestão dinâmica do Rio das Velhas e fazer a gestão da bacia e não de reservatórios como vem sendo feito”, afirma.

O gerente de Pesquisa e Desenvolvimento de Recursos Hídricos do Igam, Thiago Santana, apresentou um levantamento quantitativo da vazão, outorgas e demandas da região do Alto Rio das Velhas. Ele mostrou que existem 115 registros de outorgas na região que podem captar 10,6785 m³/s e 317 registros de certidões de uso insignificante que podem captar 10, 8564 m³/s.

Foi mostrado também que os maiores captadores de água da região são a Copasa, Vale, SAAE de Itabirito e a Anglogold Ashanti. Além disso, Thiago Santana mostrou que observa-se a qualidade da água ruim para médio ao longo do Rio das Velhas, e uma maior concentração de pontos de monitoramento com contaminação por tóxicos alta próximo a região metropolitana e na calha do Rio das Velhas.

 

Veja a apresentação do Igam

 

O diretor de Operação Metropolitana da Copasa, Rômulo Perilli afirmou, durante a reunião, que do ponto de vista da Copasa as outorgas estão em processo de estabilização e que a empresa tem a intenção de a longo prazo reduzir as perdas.

Estiveram presentes representantes do Instituto Mineiro de Gestão das Águas (Igam), Instituto Brasileiro de Mineração (Ibram), Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado de Minas Gerais (Fetaemg), Agência Reguladora de Serviços de Abastecimento de Água e de Esgotamento Sanitário do Estado de Minas Gerais (Arsae), Prefeitura de Santa Luzia, Federação das Indústria do Estado de Minas Gerais (Fiemg), Vale, Anglogold Ashanti, Cemig e ABG Peixe Vivo.

Confira as fotos da reunião da Diretoria ampliada

Mais informações e fotos em alta resolução:
Assessoria de Comunicação CBH Rio das Velhas
comunicacao@cbhvelhas.org.br