Na última sexta-feira (31), o Comitê Coordenador Estadual reuniu-se no Instituto Mineiro de Gestão das Águas (Igam) para discutir a gestão do programa Cultivando Água Boa aplicado à sub-bacia do Rio Bicudo, afluente do Rio das Velhas.

O Cultivando Água Boa é uma iniciativa socioambiental pensada para agir na recuperação de micro-bacias, proteção de matas ciliares e da biodiversidade. E o Comitê criado, tem a função de deliberar sobre os ajustes no escopo do programa na adequação da centralidade dos Comitês de Bacia Hidrográfica na implementação do programa em Minas Gerais.

Na oportunidade os técnicos Morel Ribeiro e Benerval Laranjeira discutiram com o Comitê sobre as parcerias e contribuições que cada instituição pode oferecer para a efetivação do programa no Rio Bicudo. “O programa Cultivando Água Boa foi ampliado e mesmo sem recursos precisamos ter uma perspectiva mais otimista”, pede Laranjeira para o Comitê.

Na oportunidade, José Maria de Castro Matos, prefeito de Morro da Garça ressaltou a situação dos municípios de Morro da Garça e Corinto. O prefeito falou sobre a semelhança da precariedade de Morro da Garça e Corinto com os municípios do Vale do Jequitinhonha com a falta de recursos econômicos, sociais e também hídricos. Além disso, ressaltou como a falta d’água reflete no modo de vida e na economia do município de Morro da Garça. “Estamos aqui para pedir que o Comitê nos ajude na recuperação do Rio Bicudo e na regularização da APA Municipal”.

Leandro Vaz Pereira, coordenador geral do Subcomitê Rio Bicudo apresentou as dificuldades e precariedades da região. “Queremos que o programa aplicado ao Bicudo seja um projeto piloto e de exemplo para a recuperação de todas as bacias”, reflete Pereira.

Veja a apresentação:

.

No encontro, estiveram presentes representantes da Secretaria de Estado de Meio-Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (SEMAD), Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Codemig), Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa), Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater-MG), Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais (SEE), Instituto Estadual de Florestas (IEF), Prefeitura de Morro da Garça e Subcomitê Rio Bicudo.

A Unidade Territorial Estratégica (UTE) Rio Bicudo localiza-se no Baixo Rio das Velhas e é composta pelos municípios de Corinto e Morro da Garça. O principal rio desta UTE é o Bicudo, com 148,76 quilômetros de extensão. A bacia do Rio Bicudo possui alguns cursos d`água intermitentes (que secam durante o período de estiagem), fazendo com que a disponibilidade de água nos períodos de seca seja um dos grandes problemas na bacia, que possui uma representativa população rural que utiliza a água na produção agrícola e pecuária.

Veja as fotos da reunião:

<a href="https://flic.kr/s/aHskXforLk" target="_blank">Click to View</a>

Mais informações:

Assessoria de Comunicação CBH Rio das Velhas
comunicacao@cbhvelhas.org.br