O Plano Municipal de Saneamento Básico (PMSB) do município de Raposos foi entregue durante a reunião ordinária do Subcomitê Águas do Gandarela, realizada no dia 5 de maio, na Casa Verde, em Raposos. O prefeito de Raposos, Carlos Alberto Coelho de Azevedo, não compareceu à entrega do PMSB e mandou um representante em seu lugar.

O PMSB de Raposos foi realizado em conjunto com outros seis municípios (Araçaí, Congonhas do Norte, Cordisburgo, Pedro Leopoldo, Prudente de Morais, e Várzea da Palma) por meio de um sistema de tutoria que reflete as necessidades e anseios das populações locais, resultando do planejamento democrático e participativo.

Casa Verde 

A reunião foi realizada na Casa Verde de Raposos, uma organização não-governamental, sem fins lucrativos e de utilidade pública federal, estadual e municipal, vinculada ao 3º Setor (de natureza privada e função social pública). A ONG foi fundada em 1984, pelo educador e antropólogo Tião Rocha, em Belo Horizonte para atuar nas áreas de Educação Popular de Qualidade e Desenvolvimento Comunitário Sustentável, tendo a Cultura como matéria prima e instrumento de trabalho, pedagógico e institucional.

Situação das barragens no Alto Rio das Velhas 

O mobilizador do CBH Rio das Velhas, Jean Alcantâra, fez um informe durante a reunião do Subcomitê Águas do Gandarela sobre a situação das barragens situadas no Alto Rio das Velhas.

A Diretoria Ampliada do CBH Rio das Velhas reuniu-se no dia 25 de abril com a diretoria da Fundação Estadual de Meio Ambiente (Feam) para tratar das barragens. O presidente do CBH Rio das Velhas, Marcus Vinícius Polignano solicitou empenho da Feam na fiscalização das barragens.

Floresta Estadual do Uaimií 

Criada em outubro de 2003, a Floresta Estadual do Uaimií (FLOE Uaimií) situa-se no distrito de São Bartolomeu, município de Ouro Preto. A Floresta encontra-se inserida dentro da Área de Proteção Ambiental Estadual (APA) Cachoeira das Andorinhas, em uma região de transição entre dois grandes biomas: o Cerrado e a Mata Atlântica. 

A Floresta do Uaimií tem por objetivo promover e proteger os mananciais para o abastecimento público, biodiversidade, beleza cênica, sítios históricos, promovendo pesquisa, manejo florestal, recreação, turismo ecológico e educação ambiental. Pertencente ao grupo de Unidade de Conservação de uso sustentável a Floresta é de sendo de posse e domínio público. É uma área com cobertura florestal de espécies predominantemente nativas e tem como objetivo básico o uso múltiplo sustentável dos recursos florestais e a pesquisa científica, com ênfase em métodos para exploração sustentável de florestas nativas.

O coordenador-geral do Subcomitê Nascentes, Ronald Guerra, pediu o apoio do Subcomitê Águas do Gandarela para lutar pela alteração dos limites da Floresta Estadual do Uaimií. Ronald Guerra informou que uma região da Floresta está em posse de uma mineradora. A questão será apresentada para os outros Subcomitês da região do Alto Rio das Velhas para que em conjunto com o CBH Rio das Velhas lutem pela preservação dessa importante região.

Visita

Após a reunião, alguns membros do Subcomitê Águas do Gandarela, juntamente com a equipe de mobilização do CBH Rio das Velhas visitaram a área de uma mineradora que foi denunciada por minerar ouro de forma irregular.

O coordenador-geral do Subcomitê Águas do Gandarela mobilizou os presentes na visita a ficarem atentos às atividades na região e para que a assim sejam tomadas as devidas providências.

Veja as fotos da reunião e da visita

 

Mais informações e fotos em alta resolução:
Assessoria de Comunicação CBH Rio das Velhas
comunicacao@cbhvelhas.org.br