A atuação dos subcomitês significa um grande avanço na representatividade e na articulação local da população organizada em entidades que possuem funções relacionadas à questão ambiental. Seu fortalecimento é o objetivo do CBH rio das Velhas que segue no meio desses órgãos, implantando ações de coletividade. Dando sequencia a essa proposta democrática e participativa, o Subcomitê da bacia Hidrográfica do Rio Cipó realizou no dia 27 de abril eleição de sua nova coordenação.

O processo aconteceu no distrito da Serra do Cipó, em Santana do Riacho. Integrantes antigos e iniciantes estiveram presentes na reunião que ainda contou com o ex-presidente do CBH Rio das Velhas, Rogério Sepúlveda, que presidiu a instituição entre 2007 e 2013.

Para ele, o poder dos Subcomitês, está em ter voz em todas as ações que envolvem a sub-bacia regional. “È importante que todas as pessoas sejam ouvidas e que possam se manifestar. Os Subcomitês são espaços de conscientização e participação. Nesse sentido, ao valorizar os Subcomitês, o CBH Rio das Velhas está à frente dos outros Comitês”, disse.

A eleição aconteceu num clima amistoso e a representante da sociedade civil, pelo Instituto Guaicuy – SOS Rio das Velhas, Fernanda Souto Loyola foi reeleita coordenadora geral do Subcomitê. Ainda foram eleitos, representando os usuários de água, José Eustáquio Miranda (Serra do Cipó Convention & Visitor Bureau) e o poder público, Valéria Souza Lage Carvalho (Prefeitura Municipal de Jaboticatubas).

Para a coordenadora eleita, Fernanda Loyola, a proposta é continuar os projetos, implantar um plano de trabalho e fortalecer o Subcomitê. “Queremos que todos participem dos processos que envolverão o Subcomitê e que se identifiquem com as propostas e projetos que serão realizadas em benefício de todos”, afirmou ao revelar que busca renovação. “Gostaria que se renovasse a participação de todos para que as discussões se apliquem por completo na bacia do Cipó”, acrescentou.

Para o representante dos usuários, José Eustáquio, a água é o bem maior. “Temos que preservar nossas águas e para isso não temos alternativa se não a melhoria da qualidade de nossos rios e mananciais”, reforçou.

Já Valéria Lage, lembrou que os municípios também devem se envolver em todas as ações pró-bacia do rio das Velhas. “Precisamos ter consciência de nossas responsabilidades e participarmos de todas as ações que envolvem as questões hídricas”, comentou.

Veja as fotos da reunião

Atividades realizadas na gestão 2012-2015

O resumo das atividades realizadas pelo SCBH Rio Cipó na gestão 2012-2015 foi apresentado em um relatório que revelou os procedimentos concretizados pela coordenação.

Acompanhe a apresentação

Planos de Saneamento entregues aos municípios serão pautados nas reuniões

De acordo com a diretoria e Câmaras Técnicas (CTs) do CBH Rio das Velhas um dos assuntos que estará em pauta em todas as reuniões dos Subcomitês é o andamento das aprovações e execução dos Planos Municipais de Saneamento Básico que foram elaborados, entregues aos municípios e financiados pelo Comitê por meio dos recursos da cobrança pelo uso da água.

Ainda segundo a diretoria, é fundamental que eles sejam aprovados pelas Câmaras Municipais e que a Prefeitura comece sua efetivação o mais breve. Secretários de meio ambiente das prefeituras locais estiveram presentes e disseram que os municípios estão sem recursos, mas que uma força conjunta poderia ser formada para buscar verbas.

“Com a entrega dos planos um grande passo foi dado, mas precisamos de recursos para implantá-los. Temos que pensar numa forma de efetivar esses planos. Um modo poderia ser os consórcios intermunicipais, talvez essa possa ser uma saída. Os municípios precisam trabalhar em conjunto por um consórcio da bacia” ressaltou um secretário presente.

Com relação aos PMSBs, representantes das prefeituras de Santana do Riacho, disseram que no município, o Plano já teria sido aprovado pela Câmara; em Presidente Juscelino, ele ainda seria encaminhado à Casa Legislativa, devido problemas entre o poder legislativo e executivo local, mas seria entregue ainda este mês (abril); em Santana do Pirapama e Jaboticatubas, os Planos também seriam encaminhados nesta semana para as respectivas Câmaras Municipais. Já Baldim não havia ninguém para responder a questão.

“Os PMSBs não podem ficar engavetados. Eles serviram a princípio como uma obrigação legal, mas agora têm que ser implantados”, disse Rogério Sepúlveda ao destacar que o interesse por sua aplicação deve ser de toda a população dos municípios que receberam o benefício. “Temos que nos organizar e cobrar dos responsáveis. Para isso é preciso que nos identifiquemos com essa cobrança para que os planos se tornem realidade”, disse.

“Precisamos acelerar o processo de conscientização e fomentar na sociedade uma cultura ambiental”, ressaltou Fernanda Loyola.

Veja como ficou a nova composição do Subcomitê

Rio Cipó

O rio Cipó nasce no Parque Nacional da Serra do Cipó, no encontro dos córregos Mascates e Bocaina, tendo caminho paralelo à Serra do Cipó até sua foz no rio das Velhas. Banha o distrito da Serra do Cipó, em Santana do Riacho, e Jaboticatubas.

Ao longo de seu curso há dezenas de cachoeiras, corredeiras e piscinas naturais rodeadas por escarpas, que mantêm seu volume de água constante durante quase todo o ano e propiciam banhos em alguns trechos, sendo sua sub-bacia uma das divisoras entre as bacias dos rios São Francisco e Doce.
Foto rio Cipó (se tiver)

Conheça a Serra do Cipó

Localizado na região, o distrito de Serra do Cipó (antigo Cardeal Mota) se situa na bacia do Ribeirão Soberbo, tributário da bacia de drenagem do Rio Cipó, que dá nome à região e pertence ao município de Santana do Riacho.

Formada por montanhas, rios, cachoeiras e campos de relevo acidentado, a Serra do Cipó está situada ao sul da Serra do Espinhaço, uma região de inúmeros atrativos naturais. As cachoeiras são uma delas e formadas devido ao relevo acidentado do local.

Na região, ainda concentram-se inúmeros sítios arqueológicos, grutas e cavernas. Em alguns locais podem ser encontradas vestígios e pinturas rupestres, desenhos de comunidades primitivas. O Parque tem muitos atrativos durante o ano todo, oferece temperatura agradável e práticas do rapel, entre outras.

Veja fotos da Bacia do Rio Cipó

(Fotos: Acervo TantoExpresso / Bianca Aun)

 

Mais informações e fotos em alta resolução:
Assessoria de Comunicação CBH Rio das Velhas
comunicacao@cbhvelhas.org.br