Os Subcomitês Nascentes, Rio Itabirito, Águas da Moeda e UTE Águas do Gandarela, vinculados ao Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio das Velhas (CBH Rio das Velhas) realizaram o seminário “Alto Rio das Velhas: a cultura da escassez”, no dia 27 de outubro, na Casa de Cultura Maestro Dungas em Itabirito, Minas Gerais.

montagem1_regiaaltoriodasvelhas
Região do Alto Rio das Velhas. Crédito: CBH Rio das Velhas – TantoExpresso – Bianca Aun

O seminário teve o objetivo de ampliar o debate entre a sociedade civil organizada, poder público e usuários sobre as questões relacionadas às aguas da região, como a gestão dos rios, as políticas públicas, o uso do solo, preservação e escassez hídrica. “Esse é o momento que temos para conciliar os interesses das empresas, do consumo humano e da agricultura. Temos que delimitar o quanto cada um pode consumir. Agora é tempo de discutir uma solução”, afirma o coordenador-geral do Subcomitê Rio Itabirito, Antônio Generoso.

Para o coordenador-geral do Subcomitê Nascentes, Ronald Carvalho, o seminário sobre a cultura da escassez no Alto Rio das Velhas tem como proposta ampliar a discussão da crise de gestão. “A intenção é trazer o assunto para o âmbito territorial dos subcomitês”, conclui.

E a coordenadora-geral do Subcomitê Águas da Moeda, Camila Alterthum, ainda completa que, o seminário tem a proposta de trazer o diálogo no âmbito territorial da Bacia e fazer isso em parceria com outros subcomitês é importante, pois possibilita as discussões dos problemas locais, regionais e da Bacia como um todo.

O representante do Movimento Gandarela, Paulo Rodrigues, avalia o seminário dizendo que qualquer evento com a participação social é de extrema importância. “Participar nas decisões proporciona um avanço e uma maturação da consciência ambiental. No evento ficou claro que a sociedade realmente está preocupada com as questões ambientais”, ressaltou.

montagem2_impactosnabacia
Impactos ambientais na região do Alto Rio das Velhas. Crédito: CBH Rio das Velhas – TantoExpresso – Bianca Aun e Michelle Parron

Ciclo de palestras “Alto Rio das Velhas: cultura da escassez”

O seminário contou com três mesas debatedoras, com os seguintes temas: disponibilidade hídrica, demanda e abastecimento público; o papel das políticas públicas para as unidades de conservação e pressões ambientais: expansão imobiliária e mineração.

O superintendente de Produção e Tratamento de Água da Copasa, Nelson Guimarães, apresentou os sistemas de abastecimento da região do Alto Rio das Velhas e ressaltou a necessidade de produção de água. E o gerente de Pesquisa e Desenvolvimento de Recursos Hídricos do Igam, Thiago Santana, relatou sobre as questões dos conflitos na Bacia do Rio das Velhas, explicou o funcionamento das outorgas e divulgou dados sobre as captações no Alto Rio das Velhas.

Confira as apresentações

O representante do Instituto Estadual de Florestas (IEF), Carlos Silveira, ressaltou durante sua apresentação o objetivo das unidades de conservação, das lideranças políticas no fomento de planejamentos estratégicos e da importância da gestão participativa nas decisões. Já o representante do Movimento Gandarela, Paulo Rodrigues, destacou a preservação das áreas de recarga e descarga dos aquíferos e ressaltou a importância do Alto Rio das Velhas no abastecimento da população da Bacia.

Confira a apresentação

Finalizando o Seminário, o representante do Sindextra, Rodrigo Barbosa, apresentou o cenário da escassez hídrica na região e destacou a mineração no uso sustentável da água. E o doutorando da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Rodrigo Lemos, apresentou questões relativas ao uso e ocupação do solo na região da Bacia e destacou as fragilidades ambientais devido aos impactos da mineração e da expansão imobiliária.

Confira as apresentações

A expectativa pós-seminário é de que a discussão amplie e continue, e que a sociedade tome cada vez mais conhecimento e consciência das questões relativas à gestão hídrica na Bacia do Rio das Velhas.

Veja as fotos do seminário


Mais informações e fotos em alta resolução:

Assessoria de Comunicação CBH Rio das Velhas
comunicacao@cbhvelhas.org.br