Na quinta – feira (28) aconteceu na Sede do CBH Rio das Velhas a reunião ordinária do Subcomitê Ribeirão Arrudas.

Na oportunidade, o convidado Alessandro Borsagli apresentou os dados e informações sobre a sua obra “Rios Invisíveis da Metrópole Mineira”. Alessandro destacou como o processo de urbanização da capital suprimiu o Ribeirão Arrudas.

A coordenadora – geral do Subcomitê Ribeirão Arrudas, Cecília Rute falou sobre a situação atual da bacia hidrográfica do Ribeirão, e destacou a sujeira que o Ribeirão se encontra perto de sua foz com o Rio das Velhas, assim os integrantes do Subcomitê propuseram medidas para pressionar o poder público e empresas para a revitalização do curso d’ água. “Meu sonho é ver o Arrudas Limpo”, finaliza Cecília.

Veja a apresentação:

.

O representante da empresa contratada NeoGeo apresentou aos presentes o status atual do “Projeto de Revitalização de Nascentes Urbanas na Bacia Hidrográfica do Ribeirão Arrudas e Divulgação de Práticas Ambientais para Proteção e Conservação das Nascentes”. E convidou a todos a participarem da primeira atividade de prática ambiental do projeto – “Compostagem: disseminando alternativas sustentáveis para valorizar nascentes urbanas na bacia hidrográfica do Ribeirão Arrudas” que acontecerá no sábado (06) na Escola Estadual Cecília Meireles.

Finalizando o encontro, o conselheiro Maurício Cassim informou que está disponível no portal da Assembleia de Minas a consulta pública sobre projeto que cria o Parque Fernão Dias. São 985.849 m², no limite dos municípios de Contagem e Betim, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH). E hoje encontra-se fechado e abandonado, a ideia é de que o local possa voltar a ser uma área de lazer da população, como nos anos 90.

Veja as fotos da reunião:


Mais informações e fotos em alta resolução:

Assessoria de Comunicação CBH Rio das Velhas
comunicacao@cbhvelhas.org.br