A Unidade Territorial Estratégica (UTE) Jabó-Baldim localiza-se na margem direita no Médio Rio das Velhas. Composta pelos municípios de Baldim e Jaboticatubas, ocupa uma área de 1082,10 km2. A Unidade está inserida na Região Metropolitana de Belo Horizonte e é caracterizada por sua beleza natural, serras, cachoeiras e rios preservados que atraem um número crescente de turistas.

Assista ao vídeo

.
A UTE tem uma área de produção de hortaliças, hortifrútis e pecuária de corte para o abastecimento da capital. O principal rio da Unidade é o Jaboticatubas, com 83,25 quilômetros de extensão e o Córrego Grande ou Trindade com aproximadamente 30 quilômetros de extensão. A UTE Jabó-Baldim possui um total de 16.227 habitantes e sua taxa de ocupação urbana é de 63,1%. Esses cursos d’água são afluentes diretos do Rio das Velhas e sofrem intensa pressão devido ao crescimento da ocupação humana nessas áreas.

A UTE Jabó-Baldim possui três Unidades de Conservação inseridas parcialmente em seu território, ocupando 9,92% da sua área total. Quanto à prioridade, 15% da área da UTE é considerada prioritária para conservação, inserida em duas áreas: Espinhaço Meridional e Província Cárstica de Lagoa Santa.

Na UTE Jabó-Baldim, 49,6% do uso do solo é representado pela agropecuária e cobertura natural, dividida em vegetação arbustiva (28,9%) e vegetação arbórea (14,3%). Quanto à suscetibilidade erosiva, a UTE apresenta 73% de seu território com forte fragilidade à erosão e 25,26% com média fragilidade. A compactação do solo e a ocupação desordenada aceleram os processos erosivos.

Baldim e Jaboticatubas, municípios com sede na UTE, possuem Plano Municipal de Saneamento Básico. Na UTE há captação de água para o abastecimento de 100% do município de Baldim e 99% de Jaboticatubas, os quais possuem tratamento de água com desinfecção e fluoretação convencional, respectivamente. O índice de atendimento de água na UTE Jabó-Baldim é indesejado (85,34%). Na sede de Jaboticatubas ocorre o atendimento de água para 78,4%, considerada uma cobertura insatisfatória.

Não existe qualquer tipo de tratamento de efluentes na UTE, no entanto, está sendo construída em Jaboticatubas uma ETE de mesmo nome. Quanto aos resíduos sólidos, Baldim utiliza como destinação final o aterro controlado. A destinação do lixo gerado em Jaboticatubas está em fase de verificação pelo órgão ambiental.

A área de abrangência da UTE Jabó-Baldim compreende quatro estações de amostragem de qualidade das águas operadas pelo IGAM, sendo três localizadas no Rio das Velhas e uma no Rio Jaboticatubas. Nas estações de amostragem, as águas do Rio das Velhas são enquadradas como Classe 3 e 2 e as águas do Rio Jaboticatubas são Classe 1.

Leia a versão digital da cartilha

Veja as fotos da região

Conheça a Unidade Territorial Estratégica Jabó-Baldim:

UTE_Jabo_Baldim_CBH-Rio-das-Velhas-1500px