História

Mapa da região da bacia do rio das velhas do ano de 1788 :: Fonte: www.asminasgerais.com.br/ZonadaMata/Biblioteca

A história da ocupação da bacia do Rio das Velhas começa no final do século XVII, quando bandeirantes utilizaram a rota do rio para desbravar o interior do país em busca de ouro e pedras preciosas. Nesse processo de interiorização, os primeiros povoados de Minas começaram a se formar.

Mesmo após o esgotamento da mineração de ouro e pedras preciosas muitos anos depois, outras atividades que ganharam força no país e se desenvolveram bem na região, como a pecuária e a agricultura, continuaram o processo de ocupação e degradação crescentes, sobretudo pelo desmatamento para a formação de pastos e para a implantação de monoculturas.

A relevância da região no contexto da colonização pode ser comprovada pela quantidade de relatos elaborados por expedicionários, cientistas e viajantes naturalistas que passaram pela bacia ao longo dos séculos, como Rugendas, Richard Burton, Saint Hilaire, Spix et Martius e outros. Conheça mais sobre os viajantes na página do Projeto Manuelzão.

No final do século XIX, com a mudança da capital de Minas para Belo Horizonte, consolidou-se o início da formação desta concentração urbana que iria marcar a história da bacia. A capital atraiu ainda o olhar e estimulou a prospeção de grandes mineradoras, que encontraram novas riquezas (sobretudo o ferro) e iniciaram um novo ciclo de exploração e a instalação de siderúrgicas às margens dos cursos d’água da Bacia.

Pico do itabirito destruído pela mineração :: Foto: Carlos Antunes, Rederiodasvelhas

Considerando que a questão ambiental e a preservação nunca fizeram parte da agenda dos empresários, gestores municipais e  inclusive dos cidadãos comuns até há poucos anos atrás, os rios e o meio ambiente em geral sofreram e continuam sofrendo as consequências da exploração desrespeitosa de seus benefícios.

 

COSTA, Maria A. M. Reflexões sobre a política participativa das águas: o caso CBH Velhas/MG 2008 134f. Dissertação (Mestrado em Geografia) – Departamento de Geografia, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte

POLIGNANO, Marcus V. et al. Uma viagem ao Projeto Manuelzão e à bacia do Rio das Velhas: Manuelzão vai à escola 3.ed Belo Horizonte: Projeto Manuelzão, 2004

PROJETO MANUELZÃO/UFMG, MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE. Saúde e ambiente na Bacia do Rio das Velhas Belo Horizonte: 2003