Com o intuito de abordar a situação da crise hídrica, de criar estratégias de mobilização social na região e de esclarecer dúvidas sobre a barragem de rejeitos de minério da mina Cuiabá, o Subcomitê Caeté/Sabará reuniu-se na quarta-feira (11), no Clube Campestre Juca Vieira em Caeté (MG).

No Clube Campestre há a represa Juca Vieira que está inserida na Bacia do Rio das Velhas. O córrego Juca Vieira encontra-se com o córrego Comprido e formam o córrego Gaia, afluente do Ribeirão Sabará, que deságua no Rio das Velhas. A represa é responsável por parte do abastecimento urbano da cidade de Caeté.

jucavieira_cbhvelhas_tantoexpresso_ohanapadilha-21
Represa Juca Vieira em Caeté – Crédito: CBH Rio das Velhas – TantoExpresso – Ohana Padilha

Durante a reunião, o coordenador geral do Subcomitê Ademir Martins Bento, chamou a atenção dos presentes sobre a questão da crise hídrica na região. Lamentou o cenário da falta da água para o abastecimento dos moradores e salientou que a comunidade precisa se mobilizar cada vez mais para recuperar e preservar as nascentes e ribeirões. “Temos que revitalizar os pequenos percursos hídricos para melhorar o abastecimento de água na região”, afirma.

Mobilização Social

Na reunião, o coordenador juntamente com a representante da SAAE, Lidiany Fonseca, ressaltaram a importância da mobilização social na região. A mobilização possibilita a participação dos diferentes segmentos nas decisões e na defesa dos interesses em prol da bacia. Além disso, a mobilização fortalece a construção de planos, estratégias e ações para as questões da gestão de recursos hídricos na região.

Assim, os presentes propuseram ações e estratégias para a mobilização de novos conselheiros, tais como, possíveis parcerias e participação do subcomitê em eventos locais.

Barragem da mina Cuiabá

O Engenheiro Civil da AngloGold, Amarildo Fernandes , falou a respeito da situação da barragem de rejeitos da mina Cuiabá. Amarildo relatou para os presentes o projeto de expansão da mina, a estrutura e o plano de segurança da barragem. Sobre os procedimentos de segurança, afirmou que a barragem é controlada 24 horas por dia com inspeções diárias de técnicos especializados, além de estratégias de monitoramento com hidrômetros e câmeras. Ele também assegurou que o rejeito é inerte e não tóxico. Os representantes da AngloGold afirmaram que a mineração está prevista até 2026.

A mina Cuiabá está situada na zona rural do município de Sabará, na divisa do município de Caeté. No entorno da mina há as comunidades de Cuiabá e Pompéu, o empreendimento está localizado na Bacia do Rio das Velhas.

jucavieira_cbhvelhas_tantoexpresso_ohanapadilha-39
Barragem da Mina Cuiabá – Crédito: CBH Rio das Velhas – TantoExpresso – Ohana Padilha

Chamada Pública de Projetos 2016 – AngloGold Ashanti Brasil

A AngloGold está com a Chamada Pública de Projetos 2016 em aberto que contempla projetos de foco ambiental, social e cultural no valor de até R$ 50 mil reais. As cidades beneficiadas são os municípios onde a mineradora exerce atividades: Barão de Cocais, Caeté, Nova Lima, Raposos, Sabará e Santa Bárbara.

Ficha de inscrição

Cartilha Chamada Pública

Veja as fotos da reunião


Mais informações e fotos em alta resolução:

Assessoria de Comunicação CBH Rio das Velhas
comunicacao@cbhvelhas.org.br