Com o intuito de acompanhar os processos de comunicação e mobilização se reuniram no dia 17 de abril, na sede do Comitê, integrantes da Câmara Técnica Educação, Comunicação e Mobilização (CTECOM) e a equipe de comunicação para analisar e propor entre outros assuntos os detalhes sobre a confecção de novas cartilhas do CBH Rio das Velhas que versaram sobre o Plano Diretor. As cartilhas são produtos que a equipe de comunicação terá que produzir e faz parte das ações e políticas do Comitê de tornar o Plano Diretor mais acessível.

A proposta é divulgar de maneira objetiva, clara os dados do Plano Diretor apresentado e aprovado na última plenária do Velhas. O plano diretor constitui-se de um instrumento da Política de Recursos Hídricos, cuja prerrogativa legal é exclusiva do Comitê. O plano é um instrumento que orienta os usos das águas, estabelece os critérios de outorga a serem adotados pelos órgãos gestores com relação aos diversos usos, a aplicação das ações de proteção e conservação dos recursos hídricos, planejados e estruturados nas bacias hidrográficas.

ctcom_cbhvelhas_tantoexpresso_credito_renatocrispiniano_web-4

“O Plano Diretor é um instrumento muito importante para o Comitê, pois é nele que estão contidas as principais diretrizes para o futuro da Bacia Hidrográfica. Portanto, sua divulgação tem que ser realizada de forma objetiva e que facilite ao máximo sua compreensão”, revelou o presidente da CTECOM, Procópio de Castro ao analisar que as informações têm que ser qualificadas para que todos entendam o efetivo compromisso de monitoramento para que os resultados sejam alcançados.

“O plano diretor apresenta o diagnóstico da situação dos recursos hídricos da bacia, traz a disponibilidade e demandas atuais e futuras de água define metas de racionalização do uso e cria áreas de proteção de recursos hídricos e de ecossistemas aquáticos, entre outras, por isso sua divulgação e entendimento é fundamental para o Comitê”, ressaltou.

Ainda ficou acordado na reunião que a Câmara Técnica acompanhará todos os passos de produção, edição e contextualização da Cartilha. Nossa proposta principal é que a cartilha seja uma ponte para o entendimento e acesso de todos ao Plano Diretor. “A Câmara com esse acompanhamento quer dar o tom político e institucional do material que irá ser fundamental para a bacia”, disse Procópio.


Mais informações e fotos em alta resolução:

Assessoria de Comunicação CBH Rio das Velhas
comunicacao@cbhvelhas.org.br