Máquinas trabalham no campo e medições já estão sendo realizadas em áreas rurais do município de Morro da Garça, na Bacia Hidrográfica do rio Bicudo, que fica no Baixo Rio das Velhas. O programa é uma proposta realizada pelo CBH Rio das Velhas em parceria com o Subcomitê Bicudo e consiste no projeto de recuperação da bacia do rio Bicudo “Construção de barraginhas” que envolve a construção de 308 barraginhas em Morro da Graça e Corinto.

“Nosso objetivo é auxiliar na redução de processos erosivos, captar água da chuva, reabastecer o lençol freático e reter sedimentos oriundos de enxurradas”, disse o coordenador de Projetos Hidroambientais da empresa responsável pelos trabalhos no local, Carlos Barbosa.

Segundo ele, as atividades estão na fase de abertura das barraginhas e medição, nas propriedades da localidade de Riacho do Morro, Campo Alegre e Fazenda Siriema, em Morro da Garça. Nestas regiões estão sendo feitas as locações das barraginhas, abertura com o trator e topografia pelo GPS.

Atualmente são 89 barraginhas que estão sendo trabalhadas em Morro da Graça e outras serão iniciadas ainda esse mês em Corinto perfazendo um total de 308 que serão construídas na região. O Prazo de realização do projeto é de 10 meses, mas segundo Barbosa, esse prazo pode ser adiantado. Como explica, a comunidade pode e deve se inteirar e acompanhar os trabalhos. “Os proprietários podem acompanhar os serviços e nos ajudar no processo”, disse Barbosa.

varios_cbhvelhas_tantoexpresso_credito_renatocrispiniano_web-62

Projeto Barraginha

O Projeto Barraginha consiste na construção de mini-barramentos, em forma de meia lua, com objetivo de recolher a água da chuva para facilitar a infiltração da água superficial, elevar o nível do lençol freático, diminuir a erosão e o assoreamento de córregos e rios e criar sustentabilidade familiar. “Esperamos que continue dando certo o envolvimento das comunidades em torno das barraginhas e a proposta do Comitê”, revela o coordenador do Subcomitê Bicudo, Leandro Pereira.

varios_cbhvelhas_tantoexpresso_credito_renatocrispiniano_web-63

Resultados Esperados

Com a construção das Barraginhas é esperado que a erosão nas propriedades diminua, a disponibilidade de água aumente e que ocorra uma melhoria na qualidade de vida. Esses benefícios afetarão diretamente a população. Como por exemplo, a disponibilidade de água e o solo menos suscetível a erosão ajudará na agricultura, principal fonte de renda das famílias, tornando-a mais efetiva, reduzindo os custos e aumentando a segurança na produção. Ajudando no aumento da renda familiar e propiciando melhores condições de vida.

Reunião do Subcomitê Bicudo

O encontro aconteceu no dia 16 de junho, na Casa de Cultura do Sertão, em Morro da Garça. Dentre os assuntos discutidos estavam a Semana do Rio das Velhas – V Encontro de Subcomitês e Festivelhas, o andamento do Projeto Hidroambiental: Construção de barraginhas e os resultados da atualização do Plano Diretor do Rio das Velhas – Plano de ações para a UTE Rio Bicudo (unidade Territorial da Bacia do Rio Bicudo).

varios_cbhvelhas_tantoexpresso_credito_renatocrispiniano_web-66

No encontro, o coordenador do Subcomitê Bicudo, Leandro Pereira, lembrou os benefícios proporcionados pelos projetos hidroambientas. “O projeto está promovendo a melhoria hidroambiental em pontos diversos de estradas rurais na Bacia do rio Bicudo a partir da construção de bacias de captação de águas pluviais (barraginhas), ações de educação ambiental e mobilização social”, ressaltou ao destacar que as barraginhas são ferramentas importantes, no entanto, é fundamental que existam outras iniciativas para a preservação das águas como a preservação das matas ciliares e os cuidados com a manutenção do sistema.


Mais informações e fotos em alta resolução:

Assessoria de Comunicação CBH Rio das Velhas
comunicacao@cbhvelhas.org.br